A IMPORTÂNCIA DO DESTINO CORRETO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS.

Essa é uma cena muito comum em necropsias de tartarugas-verde (Chelonia mydas): grande quantidade de plásticos e outros resíduos sólidos acumulados no sistema digestivo (trato gastrointestinal) dos animais.

A tartaruga-verde, ameaçada de extinção, habita as regiões costeiras e se alimenta de algas. Os animais não conseguem diferenciar o que é alimento e o que não é, e acabam ingerindo lixo, principalmente plástico.

Esse indivíduo da foto foi encontrado morto na praia do Campeche, em Florianópolis, no dia 8 de novembro de 2017. Durante a necropsia realizada pelos técnicos do PMP-BS, na sede da R3 Animal, foram encontrados vários pedaços de diversos materiais: embalagens, sacos, canudo plástico, corda, etiqueta de garrafa de refrigerante, fios de nylon e outros resíduos sólidos, que, descartados indevidamente, acabam indo para o mar.

A médica veterinária do PMP-BS, Marina Alcala, explica que a ingestão de lixo é prejudicial à saúde por dois principais motivos. Primeiro, porque o lixo acumula internamente no organismo do animal e impede o fluxo normal ou até bloqueia o trato gastrointestinal. E, em segundo lugar, os resíduos sólidos possuem substâncias tóxicas que acabam sendo absorvidas pelas tartarugas, contribuindo para a ocorrência de infecções.

Repense o uso de produtos plásticos descartáveis, tente substituir por itens biodegradáveis ou sustentáveis. Ao jogar algo ‘fora’, lembre-se que o planeta é um só e não existe ‘fora’. Faça sempre o descarte correto do lixo.

Caso encontre um mamífero, tartaruga ou ave marinha morta ou debilitada na praia, ligue 0800 642 3341. Sua ajuda é fundamental para salvar vidas!

O PMP-BS é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo na Bacia de Santos sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

O PMP-BS é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. Em Florianópolis, o Trecho 3, o projeto é executado pela R3 Animal.

LEIA TAMBÉM

2019-08-09T14:39:52+00:00