R3 animal realiza soltura pinguins na praia do Moçambique, em Florianópolis

Chegou o grande dia para nove pinguins-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus): a volta à natureza.

Este é o primeiro grupo de pinguins da temporada deste ano a ser liberado pela R3 Animal, através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). A soltura ocorreu na manhã desta quinta-feira, 7, na Praia do Moçambique, em Florianópolis.
.
Seis destas aves foram resgatadas pela R3 Animal nas praias da Ilha de Santa Catarina. Duas aves foram resgatadas pela equipe da PMP – Udesc Laguna/SC e uma pela PMP/ BS Univille, todas via PMP-BS. Outras 14 aves desta espécie continuarão em reabilitação no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM/R3 Animal) até que tenham condições de serem soltas.

“Este ano tivemos menos registros quando comparado com o ano passado. Foram registrados pela R3 Animal, até o momento, 747 pinguins nas areias das praias de Florianópolis, sendo 695 mortos e 52 vivos. Além destes animais, recebemos 32 aves de outras instituições parceiras do PMP-BS. No ano passado este número foi bem maior. Foram registrados 1.814 pinguins. Infelizmente, 1.693 estavam mortos e apenas 121 vivos. O número de pinguins reabilitados com sucesso foi de 67 animais”, explica o oceanólogo e gerente do PMP-BS/R3 Animal, Emanuel Ferreira.
.

O CePRAM fica localizado no Parque Estadual do Rio Vermelho, unidade de conservação sob responsabilidade do Instituto do Meio Ambiente de SC – IMA de Santa Catarina em parceria com a Polícia Militar Ambiental.

Caso encontre um mamífero, ave ou tartaruga marinha debilitada ou morta na praia, ligue 0800 642 3341.

Sua ajuda é fundamental para salvar vidas!

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo na Bacia de Santos sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

O PMP-BS é realizado desde Laguna (SC) até Saquarema (RJ), sendo dividido em 15 trechos. Em Florianópolis, o Trecho 3, o projeto é executado pela R3 Animal.

Carregar mais Posts

Carregar mais Posts

2019-11-08T20:31:29+00:00novembro 8th, 2019|Meio Ambiente, SOS Animais|0 Comentários

Deixar Um Comentário