Moradores denunciam maus-tratos a cachorra da raça Pitbull no bairro Universitário, em Florianópolis

Segundo a denuncia, a Pitbull Alicia fica presa o dia todo em uma corrente curta  e no sol forte em algumas horas do dia.

“O toldo é policarbonato acrílico quando o Sol está forte ela fica apavorada. E outro detalhe ela nunca sai da corrente sempre presa e acredito que isso deixa ela muito estressada, por isso ela late a noite toda praticamente. Eu já tentei falar com ela mas ela ficou muito brava e disse que a cachorra é dela e ela sabe o que é melhor para o animal. E minha esposa está grávida é não consegue dormir por que a cadela late muito e sabemos que o bicho não tem culpa, pois não tem o que fazer está na corrente, quando ela vê crianças brincando na rua e até outros animais ela fica louca na corrente.”

A cachorra encontra-se na Rua José João Benatti residencial Vi.Ana, bairro universitário

E crime deixar cachorro acorrentado ou sempre preso

A lei municipal criminaliza quem deixar um cachorro acorrentado ou sempre preso. Multa varia de R$ 500 a R$ 3 mil.

A lei diz que, em última hipótese, se não for possível deixar o animal solto, ele poderá ficar preso por um tempo, desde que numa corrente tipo vai e vem.

Só neste ano, as equipes já fizeram 174 resgates dessa forma.

A fiscalização será feita pela Direção de Bem-Estar Animal (Dibea) e para denunciar maus-tratos, é preciso fazer um boletim de ocorrência e levar o BO até a Dibea. A denúncia pode ser anônima. 

Prefeitura de Florianópolis e Celesc investirão em placas solares e lâmpadas de menor consumo para as unidades educativas

6 dezembro, 2019|Educação|

A companhia elétrica repassará para o município 3 [...]

Carregar mais Posts

Carregar mais Posts

2019-11-29T19:43:15+00:0029 novembro, 2019|SOS Animais|