RIOZINHO

O Sul da Ilha em evidência

EMISSÁRIO: CONHEÇA O PROJETO DE SISTEMA DE DISPOSIÇÃO OCEÂNICA PROPOSTO PELA CASAN, NO SUL DA ILHA

Em forma de slides a CASAN apresenta o Projeto de Sistema Disposição Oceânica (SDO) previsto para o Sul da Ilha, em Florianópolis

O emissário submarino não pretende “jogar esgoto no mar da praia do Campeche”. Em sua primeira etapa o emissário submarinho vai devolver à natureza o EFLUENTE TRATADO na Estação de Tratamento de Esgotos do Rio Tavares, uma unidade que vai funcionar em sistema de tratamento terciário. Nesse sistema, a remoção de carga orgânica (DBO) é de 96%, e a de coliformes fecais chega a 99,9%. A ETE ainda vai remover nutrientes (fósforo e nitrogênio) do efluente final. Na segunda etapa o emissário vai devolver à natureza efluente tratado em sistema secundário.

O local previsto para o emissário, na altura do Campeche, está sendo indicado somente depois de exaustivo estudo de diversas alternativas, buscando sempre o menor impacto e a localização mais adequada e que apresente condições ambientais favoráveis para a assimilação, pela natureza, do EFLUENTE TRATADO.

O planejamento do Sistema de Disposição Oceânica – Emissário do Sul da Ilha é detalhado no Estudo de Impacto Ambiental e no Relatório de Impacto Ambiental (RIMA), disponíveis para consulta no site do IMA:www.ima.sc.gov.br/index.php/licenciamento/consulta-eia-rima

CONHEÇA EM SLIDES O PROJETO SDO

PUBLICIDADE

Anuncie

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

2019-07-12T22:06:00+00:0012 julho, 2019|Saneamento básico|