Moradores reclamam de mau cheiro e desde novembro recorrem a órgãos públicos para tentar solucionar o problema

Voluntários da ONG Instituto Sea Shepherd Brasil, Núcleo Santa Catarina, farão a coleta da água escura que, na manhã desta quinta-feira corria em direção ao mar na praia do Campeche, em Florianópolis, na altura da Avenida Pequeno Príncipe. O objetivo é atestar que a água está contaminada e por quais tipos de substância, o que justificaria o mau cheiro sentido por quem estava lá para aproveitar a manhã de sol forte.

Leia também:

O sul da ilha de Florianópolis não tem nenhum tipo de saneamento básico e nenhuma rede de esgoto funcionando

Esgoto corre a céu aberto no Riozinho do Campeche em Florianópolis

Orla de viroses, 80 pontos estão impróprios para banho em Florianópolis

Fotos: Adriano Soares

campeche3