As obras de requalificação urbana do Largo da Alfândega ganharam reforço de pessoal: 50 trabalhadores estão envolvidos com os serviços, entre operários, engenheiros, encarregados e auxiliares administrativos.

A movimentação no canteiro demonstra o novo ritmo de execução do projeto da Prefeitura de Florianópolis, através da Secretaria de Infraestrutura.

No momento, existem seis frentes de trabalho no local. Entre elas, a execução da estrutura dos cinco espelhos d’água que fazem menção ao mar que chegava até o muro histórico construído na região entre os anos de 1876 e 1912.

Três destes espelhos, aliás, vão de encontro ao muro que estava enterrado e foi reencontrado após escavações, e que ficará com 65 centímetros de altura exposta, pela primeira vez após o aterro do início dos anos 1970, a área moderna do Largo. Isso tudo, no trecho em frente à antiga Casa da Alfândega.

O restauro do muro, seguindo as características originais de época, vem sendo realizado, assim como o calçamento dessa região moderna, que está recebendo placas de granito em substituição ao antigo paver.

Outra frente de trabalho é a de construção das estruturas metálicas das duas novas edificações, entre a Rua Arcipreste Paiva e a Avenida Paulo Fontes. Elas abrigarão duas lanchonetes, posto policial, floricultura, lojas de artesanato indígena e de cerâmica, sanitários públicos masculino e feminino e centro de atendimento turístico.

Serão compostas por dois módulos que, juntos, somam 309,42 metros quadrados de área. Bem próximo ficará um espaço coberto com estrutura metálica que fará referência à tradicional renda de bilro.

Também está para ser concluída a recolocação do calçamento de paralelepípedo que havia sido retirado da via que é o Largo da Alfândega, propriamente dito, que vai da Rua Arcipreste Paiva ao Mercado Público, de 160 metros de extensão. No caso, foi preciso fazer reforço e nivelamento do solo para, então, reassentar o paralelepípedo. A colocação de novas peças ocorrerá apenas se necessário.

Fora isso, está em andamento a repavimentação de trechos da Rua Deodoro, assim como será feito na Rua Conselheiro Mafra, sobretudo entre a Rua Arcipreste Paiva e a Rua Trajano, que passarão a ser novamente em paralelepípedos, sendo removido o paver.

Calçadas acessíveis com placas de granito estão previstas para a Rua Deodoro, com perspectiva de ampliação disso para a Rua Conselheiro Mafra, para melhoria da mobilidade urbana.

Outro serviço previsto para logo é a verificação do achado arqueológico de uma estrutura em arco com pedras argamassadas, na área do Largo na esquina da CAIXA. A descoberta foi possível em razão das obras serem acompanhadas por especialistas em Arqueologia, por envolverem patrimônio histórico.

A requalificação do Largo da Alfândega atinge uma área total de 13.865 metros quadrados, incluindo trechos das Ruas Deodoro e Conselheiro Mafra, e também prevê a instalação de decks de madeira e de bancos de concreto com assentos de madeira e iluminação no nível do piso, além de esguichos nos espelhos d’água e paisagismo.

Executadas pela empreiteira Concrejato S/A, as obras representam um investimento de cerca de R$ 8 milhões, sendo os recursos provenientes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), no âmbito do PAC Cidades Históricas.

Carregar mais Posts

Baleias Franca no Morro das Pedras, em Florianópolis

Baleia franca e filhote albino foram registrados na última terça-feira (07) no Morro das Pedras, no Sul da Ilha em Florianópolis. Vídeo e edição: Adriano Soares – Saiba mais: https://goo.gl/T929F6

Publicado por riozinho.com em Quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Drone – Praia Novo Campeche neste domingo (10)

Drone – Praia Novo Campeche neste domingo (10)Veja mais: https://goo.gl/KNMMZdEmpresas interessadas em promover a sua marca nas gravações aéreas ou reportagens, estamos a disposição no e-mail imprensa@riozinho.com.Vídeo: Adriano SoaresRiozinho.com – O Sul da Ilha em evidência

Publicado por riozinho.com em Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017