O Centro de Controle de Zooneses informa que está realizando várias ações no sentido de controlar e evitar a transmissão da Leishmaniose Visceral no município.

Todas as ações realizadas têm o consentimento dos tutores dos animais, seja a coleta de sangue para identificar se o animal foi contaminado, o encoleiramento para evitar o contato com o inseto transmissor, e quando o tutor opta por não tratar o animal ele o entrega para a eutanásia. A escolha é de responsabilidade unicamente do tutor.

No caso, citado pelo Tribunal de Justiça, o Centro de Controle de Zoonoses informa, que o tutor dos cães optou pela eutanásia dos 3 animais, porque a doença estava em estágio avançado.

Aos demais cães, a Justiça determinou que até o fim do processo eles não sejam eutanasiados. A Prefeitura concorda a decisão do TJ, e previamente havia pedido ao tutor que apresentasse os animais para realização de contraprova.  E ainda pediu que a Justiça notificasse e acompanhasse o tutor dos cães, para que os mesmos sejam tratados e encoleirados, desta forma, reduzindo o risco à saúde da população e de outros animais.

Até o final do processo judicial, um perito fará o acompanhamento, custeado pelo município, para que o tutor siga com o tratamento dos animais, caso não o fizer, terá que responder à Justiça.

Informamos ainda que equipes da Prefeitura estão passando diariamente em todas as casas das regiões que tiveram registro da doença em humanos, sendo, Saco dos Limões, Pantanal e Rio Tavares oferecendo coleira para os animais, colhendo dados para exame de sangue e orientando os tutores dos cães sobre os cuidados para evitar a leishmaniose visceral. O objetivo é evitar a transmissão da doença para os seres humanos e animais.

Guia Sul da Ilha

O Jornal Riozinho (online) é um excelente investimento onde você alcançará novos clientes e aumentará suas vendas, ainda contribuirá para o seu bairro, investindo numa mídia local que sempre busca melhorias e o crescimento da região.

O Riozinho já é referência no Sul da Ilha e ter nossa marca ao seu lado é sem dúvida uma ótima estratégia para fomentar suas vendas. Com mais de 50 mil acessos por mês, 66 mil seguidores no Facebook, aproximadamente 3 mil membros em 13 grupos no WhatsApp, o Jornal Riozinho já conquistou reconhecimento público e notório em Florianópolis.

Estamos abrindo um novo espaço para marketing e propaganda em nosso jornal, o Riozinho Classificados, que funcionará como um guia de produtos e serviços separados por segmentos: Gastronomia, Imóveis, Beleza, entre outros. É um espaço dinâmico com banners promocionais, onde todos poderão encontrar o que necessitam ao alcance de um clique.

Além disso, o anunciante terá o privilégio de participar do grupo Riozinho Classificados no WhatsApp, onde poderá interagir diretamente com seus clientes. O link Classificados também será compartilhado em todos os nossos grupos do WhatsApp e redes sociais.

Fale conosco