[rev_slider alias=”Destaque” /]

Quem alertar sobre barreiras pode ser condenado a até cinco anos de prisão

Com base no artigo 265 do Código Penal, o ato é considerado crime, pois atenta contra à segurança de serviço de utilidade pública.  A pena prevista pode ser de até cinco anos de  prisão.

Em dezembro do ano passado, 17 pessoas foram indiciadas pelo crime de troca de informações informando operações de blitz.

Em Boa vista, capital de Roraima, uma jovem de 21 anos foi presa após divulgar a foto de uma blitz em um grupo no Whatssapp. A jovem teria enviado as imagens para um grupo de Whatssapp, além de publicar no seu Facebook.

O Riozinho possui três grupos sobre o trânsito no Sul da Ilha, onde moradores da região trocam informações sobre alagamentos e filas e se judam de forma colaborativa. Participe, mas fique atento. Siga as regras e a lei.

[rev_slider alias=”destaque-rodape” /]
By |2019-01-25T00:10:04+00:0019 janeiro, 2018|Noticia|0 Comentários

Sobre o Autor: