Oops...
Slider with alias Destaque not found.

Entre segunda e quarta-feira, a Prefeitura Municipal de Florianópolis e a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) fiscalizaram 60 restaurantes do Centro Histórico. A Blitz Se Liga Na Rede, formada por fiscais da Vigilância em Saúde, Floram, além de equipe técnica do Programa Floripa Se Liga Na Rede e Casan, verificou, principalmente, as condições da caixa de gordura dos estabelecimentos. Somente dois locais foram considerados adequados em relação a dimensão, conexões e regularidade da limpeza.

Na manhã desta quarta-feira, dia 23, foram vistoriados 10 empreendimentos da Rua Francisco Tolentino. Em sete deles não havia caixa de gordura para receber os efluentes gerados pela manipulação de alimentos da cozinha.

É gordura que está indo diretamente para a rede, o que pode ocasionar entupimentos na tubulação, entre outras ocorrências que acarretam risco à saúde pública“, disse o coordenador da Blitz, engenheiro Igor Puff Floriano.

Entre os sete locais que não havia caixa de gordura, quatro estavam ligados à galeria de drenagem, que deveria receber somente água da chuva.

A ação ainda solicitou adequações e limpeza da caixa de gordura em outros dois locais. Apenas um dos dez empreendimentos estava regular, segundo os fiscais.

Todos os imóveis irregulares receberam intimação da Vigilância em Saúde, com prazo e orientações do que deve ser feito, sob risco de multa em caso de descumprimento. Da mesma forma, a Floram emitiu advertência para os locais que, comprovadamente por testes, estavam lançando efluentes na rede pluvial.

Mercado Público e arredores

A ação no Centro Histórico teve como ponto de partida o Mercado Público, que recebeu fiscalização na segunda-feira, dia 21. Todos os 28 boxes vistoriados receberam intimação para melhorar as condições de suas respectivas caixas de gordura, sendo que sete deles estavam com o dispositivo sem sifão. Houve ainda quatro situações em que pelo menos uma das torneiras estava ligada diretamente à rede, o que não é permitido.

Na terça, foram fiscalizados 12 restaurantes das ruas Conselheiro Mafra, Trajano, Felipe Schmidt e Sete de Setembro. Apenas um foi considerado regular e cinco deles não souberam informar onde estaria a caixa de gordura que recebia os efluentes de seu negócio.

A ação expôs que há um descuido com a caixa de gordura e esperamos que nossa passagem sirva para conscientizar esses empresários a incluir a manutenção do dispositivo em suas rotinas, pelo bem dos clientes e da população“, finalizou Floriano.

Oops...
Slider with alias destaque-rodape not found.
By |2019-01-23T18:46:59+00:0023 janeiro, 2019|Noticia|0 Comentários

Sobre o Autor: