Oops...
Slider with alias Destaque not found.

Em três dias de Blitz Se Liga Na Rede no Balneário Estreito, na região continental de Florianópolis, dez imóveis foram flagrados com alguma irregularidade na ligação de esgoto.

A ação, promovida pela Prefeitura de Florianópolis e Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), atendeu a uma solicitação do Ministério Público Federal (MPF) e teve como foco lotes que já haviam recebido inspeção do Floripa Se Liga Na Rede no ano de 2016. Somente três imóveis promoveram a regularização, após passagem do programa.

Na manhã desta quarta-feira, dia 16, fiscais da Vigilância em Saúde, Floram, além de equipes técnicas do Floripa Se Liga Na Rede e Casan encontraram quatro imóveis com inadequações.

Destaque para uma residência, localizada na Rua Vereador Batista Pereira, onde não havia caixa de gordura para receber efluentes da cozinha e foram identificados vários pontos de contribuição da casa ligados à rede pluvial, o que configura crime ambiental. Tanto Vigilância, quanto Floram, intimaram o proprietário a cessar o lançamento imediatamente.

Outra ligação de esgoto na pluvial foi flagrada na Rua São José. No endereço, os fiscais identificaram que as saídas do tanque, máquina de lavar e pia da cozinha estavam conectadas à galeria de drenagem.

Ligação na rede pluvial foi percebida em 4 das 10 casas que apresentaram inadequações. No restante dos casos, as irregularidades constatadas eram relacionadas à caixa de gordura (ausência do dispositivo, ligação incorreta, infiltração). Um dos casos verificados nesta quarta, ocorreu na Rua Vereador Batista Pereira. A caixa de gordura da edificação recebia contribuição do tanque de lavar roupa e da pia da cozinha, o que não é permitido.

A ação

A Blitz Se Liga Na Rede fiscaliza uma região por semana, entre segunda e quarta-feira, das 8h às 13h. A força-tarefa já passou pela Av. Beira-Mar Norte, Ingleses, Cachoeira do Bom Jesus, Campeche, Joaquina, Ponta das Canas, Canajurê, Cacupé, Bom Abrigo, Campeche, Jurerê e Balneário Estreito. Os proprietários com imóveis irregulares receberam prazo para se adequarem, com processo aberto nos órgãos sanitário e ambiental da Prefeitura de Florianópolis.

Orientações para uma caixa de gordura adequada

  • Somente o lançamento de pias de cozinha, pia de churrasqueira e máquina de lavar louça devem passar por caixa de gordura.
  • A caixa de gordura deve possuir sifão, para reter a gordura no dispositivo, e ter dimensões compatíveis com a produção da cozinha em questão (o mínimo seria 18L).
  • A caixa de gordura das residências deve ser limpa periodicamente.
  • No caso de estabelecimentos como restaurantes, a frequência de limpeza deve ser bem maior do que nas residências, em alguns casos até toda semana.
  • A gordura retirada da caixa de gordura deve ser colocada em um saco de lixo e descartada junto aos demais resíduos que são coletados pela Comcap e levados para aterros sanitários.
  • No caso de limpeza dos sistemas individuais das residências por caminhões limpa-fossa, o prestador de serviço pode limpar também a caixa de gordura da residência.

Crédito de foto: Igor Puff Floriano

Oops...
Slider with alias destaque rodape not found.
2019-01-16T18:51:10+00:0016 janeiro, 2019|Noticia|