Comcap conta com mil garis nas atividades de coleta e limpeza pública

A Autarquia de Melhoramentos da Capital Comcap conta com 1,2 mil garis. Esses trabalhadores atuam em dois cargos diferentes: os garis na coleta de resíduos sólidos e os auxiliares operacionais em atividades como varrição, raspagem e roçagem de vias públicas.

Hoje, há cerca de 400 garis trabalhando na coleta convencional, seletiva e de volumosos. Apenas 14 são mulheres. Mais de 90% dos garis são maduros, têm entre 30 e 50 anos. Não há nenhum gari da Comcap sem instrução formal, todos sabem ler e escrever.

Cerca de 800 auxiliares operacionais da Comcap se dividem entre os diversos serviços de limpeza viária, que incluem varrição, roçagem, capinação, limpeza de valas. No passado, eram preferencialmente mulheres, as ‘margaridas’, que faziam apenas a varrição das ruas, mas hoje, com a admissão por concurso público e a ampliação das atividades, as mulheres correspondem a apenas um terço do contingente. Há em torno de 200 mulheres e 600 homens nas atividades de limpeza pública.

Por que gari?

Pedro Aleixo Gary foi o francês que ainda durante o Império assinou o primeiro contrato de limpeza urbana no Brasil, para limpar as ruas depois da passagem de cavalos. Os cariocas acostumaram-se a chamar pela “turma do gari” quando precisavam de serviços de limpeza.

Depoimentos de garis da Comcap

Ser gari é fazer da sua cidade sua casa, deixar tudo organizado e no seu devido lugar. Poder olhar para trás e saber se chegar uma visita você pode ficar tranquilo e satisfeito com o que fez. Ser gari é se orgulhar de sempre fazer o bem ao próximo! E de ser a felicidade para várias crianças!” _ Cristiano Cesar Cardoso

Ser gari é trabalhar sabendo que estamos prestando um serviço muito importante e indispensável à sociedade e, principalmente, ao meio ambiente. Trabalhando em condições onde sabemos que muitos não se submeteriam, sol, chuva, trânsito, cachorro, bactérias, mau cheiro, lixo mal armazenado, esforço físico e xingamentos de pessoas que não consideram o nosso serviço e que, cheios de preconceito, acham que todos os garis são burros e analfabetos, e nos usam dizendo para seus filhos que se não estudarem vão ser “lixeiros“. _ Adalberto Escandiel

Para ser gari tem que gostar do que se faz, ser gari não é só coletar lixo. É saber fazer amigos, tanto dentro como fora da empresa. Gari também tem sentimentos, como dor, tristeza, nem todo dia estará sorrindo, pois a vida às vezes lhe coloca em situações adversas como: chuva, frio, calor, sereno. São muitos obstáculos para superar. Uns tentam superar tudo isso com umas boas piadas, algumas sacanagens. Nossos amigos motorista que nos conduzem por vários bairros, ruas, também merecem nosso respeito. Gari sonha e almeja o respeito. Gari não derruba ninguém, ele dá a mão para erguer. Gari compartilha tudo de bom com seus companheiros, gari não é doença, gari é a cura, gari é um ser humano como outro qualquer, que aprende a se adaptar a seu mundo, às vezes solitário, mas que não desiste pois ele também é filho de Jesus. Gari carrega a sua fé seja qual for para se manter firme. Ser gari é chegar em casa e ver seus filhos com saúde e em paz com sua amada esposa. Hoje não estou mais na ativa, sinto muita falta. Não sou louco e nunca fui, eu fui um gari.”  Marcelo de Assis Ramos

Ser gari para mim não tem como descrever , Mas vamos lá tentar… É sonhar no amanhã eu aposentado e vendo o caminhão passar na frente da minha casa e eu falar oas meus netos: Eu trabalhai igual a eles!” Marcos da Silva “Fininho”

Uma profissão invisível, que limpa a sujeira do mundo lançada às ruas pelos imundos. Parabéns, querido gari!” Elaine Freitas da Silva

Parabéns garis pelo Dia do Gari: garis do passado do presente e também os futuros garis. Muito orgulho de fazer parte dessa profissão.” Ariel Martins

Feliz dia dos garis, para todos nós, que queremos ver a nossa linda e bela Floripa, sem qualquer tipo de doenças, e limpa… Honremos nosso trabalho que tem grande importância para toda humanidade.” João Tomaz de Oliveira Filho

Ser gari é estar sempre em alerta, pois há muitos perigos, é ter disposição de sobra porque há um grande desgaste físico. É trabalhar com o que foi rejeitado pela sociedade e mesmo assim ter sempre um sorriso no rosto, cuidando um do outro, sabendo que haverá imprevistos, mau cheiro e risco de lesões. Entretanto, quem nunca pensou em ficar pendurado num caminhão quando criança? Então ser gari é como realizar um sonho de criança. É estar alegre e de bem com a vida por terminar seu roteiro ou tarefa diária, mantendo a consciência e a cidade limpas… Parabéns a todos os garis pelo seu dia.”  Jefferson Gonçalves dos Santos

comcap coleta de lixo

+ LIDAS

2019-05-16T18:02:33+00:00