[rev_slider alias=”Destaque” /]

“De todas as coisas do mar”, apresenta obras de madeira e peças retiradas de barcos de pesca do litoral de SC

A Prefeitura Municipal de Florianópolis com a Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude e Fundação Franklin Cascaes, apresenta a partir desta terça-feira (18) na Galeria Municipal de Arte do Mercado Público, a exposição “De todas as coisas do Mar” de autoria do escultor Marcelo Mello. Neste trabalho o artista apresenta ao público uma série de obras construídas a partir de madeiras retiradas de barcos de pesca em estaleiros do litoral catarinense. Marcelo Mello também acompanhou o cotidiano do “homem do mar” fotografando a construção de embarcações, reformas e suas atividades em alto-mar.

Exposição

Parte da obra é desenvolvida através de objetos encontrados e entregues por pescadores ao artista. Algumas criações em bronze, alumínio e cerâmica mostram um pouco do imaginário do artista que desta forma cria um universo onde busca mostrar o valor da cultura da pesca açoriana. Os trabalhos medem entre 25 cm a 2,00 metros. Na sua grande maioria são construídos, montados, com madeiras de barcos de pesca recolhidas por anos pelo artista no litoral catarinense em estaleiros e colônias de pescadores, principalmente de Governador Celso Ramos e Laguna. As peças recolhidas são cuidadosamente lixadas e suas cores e marcas do tempo valorizadas. Desta forma suas características desenhos e relevos são preservados.

Compõe a mostra também peças de bronze modeladas e criadas que nos remetem a peixes e outros seres imaginários. Objetos recolhidos na costa sul do litoral catarinense como ossos de animais marinhos mortos em redes de pesca, boias e restos de redes abandonadas na beira do mar. Caixas de vidro recebem e protegem cuidadosamente estes materiais, recolhidos, com o propósito de estimular a curiosidade dos espectadores.

Como complemento da exposição aproximadamente 600 fotos tiradas pelo escultor são apresentadas em um monitor com o objetivo de mergulhar os espectadores, ainda mais, no universo do mar, seus homens, suas vidas e de todas as coisas que vem do mar. Finalizando uma trilha sonora cuidadosamente selecionada acompanha o trabalho com temas de Dorival Caymmi e outros artistas todos com referencia ao mar.

Este trabalho tem um caráter educacional, pois apresenta a possibilidade de transformar em obra de arte o que inicialmente seria considerado descartável ou lixo, além de mostrar estragos que o homem provoca na natureza com resíduos como redes ou boias perdidas na beira mar causando a morte de animais das mais variadas formas, alertando a necessidade em se cuidar das coisas do Mar e respeitar os homens que tiram dele seu sustento” relata o Escultor, Marcelo Mello, criador e responsável pela exposição.

O resultado deste trabalho pode ser conferido na Galeria de Arte do Mercado Público até o dia 26 de janeiro de 2019.

[rev_slider alias=”destaque-rodape” /]
By |2018-12-18T20:02:50+00:0018 dezembro, 2018|Noticia|0 Comentários

Sobre o Autor: