Oops...
Slider with alias Destaque not found.

Black Friday (em português, ‘sexta-feira negra’) é o dia que inaugura a temporada de compras natalícias com significativas promoções em muitas lojas, e, no Brasil, a primeira Black Friday foi realizada no dia 28 de novembro de 2010, totalmente online. A data reuniu mais de 50 lojas do varejo nacional.

A diferença de calendário e de tributação tornam a Black Friday brasileira menos vantajosa do que a americana. Lá o feriado mais importante é o Dia de Ação de Graças, que antecede a Black Friday, ocasião em que lojistas renovam seus estoques para o Natal. Aqui, o feriado mais importante é o próprio Natal. A compra antecipada de presentes em novembro pode inviabilizar a troca pelo presenteado, já que, quando facultada, a troca só é possível após trinta dias da aquisição.

Mas o Procon faz um alerta aos consumidores para que pesquisem, desde já, os preços dos produtos que pretendem comprar. Somente pesquisando antes é que o consumidor saberá se a compra vale realmente a pena, quanto maior a antecedência e mais ampla for a pesquisa, maior será a chance de o consumidor fazer boas compras.

Fraudes

Apesar da proposta do evento, alguns lojistas elevam deliberadamente o preço dos produtos antes da Black Friday para poder anunciá-lo por um preço mais baixo durante o evento, de modo a fazer o consumidor acreditar que está fazendo um bom negócio.

Dicas do PROCON na Black Friday

  1. A Black Friday é uma campanha de vendas que traz descontos relevantes em produtos de todas as categorias, acontece sempre na última sexta-feira de novembro.
  2. O consumidor deve ficar atento aos preços apresentados antes da Black Friday para constatar se realmente foi concedido desconto.
  3. Preste atenção na política de troca do estabelecimento comercial e guarde sempre a nota fiscal.
  4. Compras pela Internet? Fique atento, não compre em qualquer site. Busque informações no site do Procon SC, CONSUMIDOR.GOV, Sindec Nacional ou ainda na Fundação Procon SP que mantem lista atualizada de sites não confiáveis.
  5. Quando for acessar o site de compras, verifique se tem um cadeado de segurança e procure sempre manter o antivírus atualizado.
  6. Para pagamentos online, uma opção é usar cartão de crédito ou serviços como Paypal ou PagSeguro. Existe também a opção por pagamento através de Boleto Bancário.
  7. Salve os e-mails trocados com o fornecedor, pois são comprovantes para o caso de trocas ou do não recebimento do produto.
  8. O consumidor tem o prazo de 7 dias para se arrepender de uma compra feita pela internet. O prazo começa a contar a partir do recebimento do produto. Este prazo não vale para compras feitas no estabelecimento comercial.
  9. Acesse pesquisas de preços dos produtos mais procurados, através de sites confiáveis para não ser enganado na Black Friday.
  10. Não compre produtos lançados na Black Friday. Tratando-se de produto de lançamento, você não tem meios de aferir se realmente algum desconto está sendo concedido e se ele vale a pena.
  11. Compre apenas aquilo que você precisa e que conseguirá pagar. Em hipótese alguma contrate crédito para realizar suas compras e nunca entre no limite do cheque especial ou no crédito rotativo do cartão.
  12. Se você for enganado, procure o PROCON de sua cidade.
Oops...
Slider with alias destaque-rodape not found.
By |2018-11-12T19:36:43+00:0012 novembro, 2018|Noticia|0 Comentários

Sobre o Autor: