[rev_slider alias=”Destaque” /]

Segundo o Tenente Coronel Pontes do 4°BPM, a intenção era que a  3ª Cia permanecesse no bairro ao lado do posto de saúde, no antigo parque de aviação.

O Coronel afirmou que foi solicitado por diversas vezes à AMOCAM, Associação dos Moradores do Campeche, um ofício para encaminhar a União, a fim de demonstrar o interesse da comunidade em manter a Polícia no bairro, mas AMOCAM não emitiu o documento. “Inclusive foram realizadas algumas reuniões para tratar deste assunto.” relata o Ten. Cel Pontes.

O imóvel na avenida Pequeno Príncipe era alugado e o proprietário solicitou a entrega. A nova sede agora esta localizada na Rodovia Apáricio Ramos Cordeiro num prédio recém construído e moderno, com uma área de 4.500 m2. A PM solicitou à Prefeitura um terreno ao lado deste, onde será construída a sede definitiva.  Segundo o Coronel, o Prefeito Gean Loureiro já acatou o pedido e agora segue para a câmara de vereadores.

Solicitamos ao presidente da AMOCAM, Alencar Deck,  por inúmeras vezes um posicionamento sobre o assunto, mas não obtivemos um retorno oficial.

As informações que temos foram obtidas através de um grupo do WhatsApp do Riozinho, o grupo Política, e pessoalmente na abertura da safra da Tainha no dia 1 de Maio deste ano. Segundo Alencar, a AMOCAM não enviou o documento solicitado pela PM e também não efetuou consulta pública a fim de levantar a vontade da comunidade, alegando não possuir um local para isto.

Também entramos em contato com o Ataide, ex-presidente da AMOCAM, que relata: “O Paduca é tombado como patrimônio histórico e ambiental e tem ação em curso. Nunca fomos a favor da instalação da 3ª Cia no Paduca por ser um patrimônio tombado e por ter mais áreas da prefeitura disponíveis,  mas mesmo assim oferecemos uma outra área, também da União, do outro lado da rua com 3 mil m2, mas foi recusado.

Ataíde também informou que o aluguel da sede onde se encontrava a Polícia Militar foi pago pela comunidade desde a sua instalação e que, aproximadamente, só nos últimos dois anos o pagamento esta sendo realizado pelo governo do estado.

Na última quinta-feira realizamos uma entrevista com o Tenente Coronel Pontes do 4° Batalhão da Polícia Militar, onde abordamos dentre outros assuntos, a segurança pública em nossa região, os grupos VSI no Sul da Ilha e Florianópolis e como não podia deixar de ser, a saída da 3º Cia de Polícia Militar da Avenida Pequeno Príncipe.

Assista a entrevista :

Entrevista com o Tenente Coronel Pontes do 4° Batalhão da Polícia Militar.

Saiba porque a 3ª Cia de Polícia saiu da Avenida Pequeno Princípe e mais sobre a segurança pública no Sul da Ilha.Entrevista com o Tenente Coronel Pontes do 4° Batalhão da Polícia Militar.

Posted by riozinho.com on Thursday, May 17, 2018
[rev_slider alias=”destaque-rodape” /]
By |2018-12-17T19:19:35+00:0018 maio, 2018|Noticia|0 Comentários

Sobre o Autor: