Operação Verão da Comcap começa em 15 de dezembro

Coleta diária nos principais balneários será a partir de 22 de dezembro. Investimento em mão de obra temporária e custeio será de R$ 3,5 milhões.

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Comcap, vai investir R$ 3,5 milhões na contratação de mão de obra temporária e em insumos para a limpeza da orla e ampliação da coleta de resíduos nos principais balneários da Ilha de Santa Catarina durante o verão 2019/20. Dentro da programação do *Super Dezembro*, a Operação Verão da Comcap, informa o presidente *Márcio Alves*, inicia em 15 de dezembro e vai até 15 de março.

A partir do dia 15, já será ampliado o contingente de garis para limpeza da orla e a partir de 22, a coleta convencional passa de três para seis vezes por semana nos principais balneários do Norte, Sul e Leste da Ilha. A coleta seletiva se mantém nos mesmos dias, ainda que o volume sempre aumente durante a temporada.

De acordo com o diretor Administrativo Financeiro, *Nycholas Gonçalves do Nascimento*, além do investimento feito na renovação da frota e do parque de equipamentos da Comcap, haverá um aumento de custeio da ordem de R$ 3,5 milhões durante a temporada, pelo investimento em contratação de mão de obra temporária, pagamento de horas extras, compra de sacos de lixo, de peças para veículos e consumo de combustível.

Dito e feito: coleta na madrugada

“Estamos prontos para dar a Florianópolis a melhor temporada em termos de limpeza das praias e atendimento da coleta domiciliar, assegurando a fama de orla mais limpa do Brasil”, assegura Márcio Alves.

Este ano, será replicada a inovação experimentada ano passado por iniciativa da equipe de garis e motorista da Barra da Lagoa. Pela estreita ligação com a comunidade, convenceram a direção da Comcap que seria melhor coletar naquela área durante a madrugada. Na experiência piloto, o roteiro de coleta foi antecipado das 7h para 3h e o resultado foi muito satisfatório. A equipe reduziu em até três horas por dia o tempo perdido em trajeto, de modo que a coleta diminuiu seu impacto na mobilidade e o gasto com combustível. E, o que é mais importante, humanizou o trabalho dos garis, reduzindo o tempo de exposição ao calor e ao trânsito.

Desta vez, seis roteiros de coleta convencional serão feitos na madrugada. Eles atendem   *Barra da Lagoa e Fortaleza da Barra, Ingleses, na região do balneário Gaivotas, Daniela, Jurerê Internacional e Jurerê Tradicional até a SC-402, Cachoeira do Bom Jesus (praia), Lagoinha, Ponta das Canas e Praia Brava*.

Nesta temporada, pela primeira vez, destaca o presidente, a Comcap trabalhará com três caminhões de câmbio automático com ar condicionado na cabine adaptada para três garis. “Será o verão de maior conforto para os trabalhadores e, por consequência, de melhor rendimento para a cidade”, aposta Márcio Alves.

Coleta aumenta até 41% no verão

Nos meses de temporada, a coleta de resíduos chega a aumentar até 41%. Em 2019, o mês de maior quantidade coletada foi janeiro, com 23 mil toneladas, e o de menor, foi junho, com 16,3 mil toneladas.

A coleta torna-se praticamente diária nos principais balneários da Ilha de Santa Catarina. Para isso, a Comcap vai contratar 150 pessoas de forma temporária.

Já está em andamento a seleção pública, para contratação temporária de até 90 garis de coleta, 45 garis de limpeza pública e 15 motoristas.

Mais caixas estacionárias

O Departamento de Limpeza Pública da Comcap mantém limpos 43,3 quilômetros de orla na Ilha de Santa Catarina, de domingo a domingo, com contingente de 107 pessoas entre empregados efetivos e temporários. Há 640 lixeiras instaladas, mais 300 em reserva, e todas recebem manutenção diária durante a temporada.

Os resíduos retirados da orla, em operação com quadriciclos e reboques, são dispostos em pontos estratégicos onde são instaladas grandes caixas estacionárias, de modo a deixar o menor tempo possível expostos aos veranistas. “Os investimentos da Prefeitura de Florianópolis, que somam mais de R$ 18 milhões desde 2017, prepararam a Comcap para o melhor verão em termos de logística na limpeza das praias. Compramos caminhões caçamba e roll-on-roll-of novos, 75 caixas estacionárias, 30 delas de grande porte, reboques, quadriciclos e também reformamos o parque de máquinas”, conta o presidente Márcio Alves.

Esses pontos estratégicos com caixas estacionárias são para uso exclusivo da Comcap. As áreas serão monitoradas já que quatro caixas foram incendiadas nesta pré-Operação Verão. Os domicílios têm coleta regular e os grandes geradores precisam buscar soluções adequadas, alerta Márcio Alves.

Veranista não deveria deixar lixo na orla

Como os resíduos recolhidos na orla são misturados, não podem ser encaminhados para a reciclagem, por isso a Comcap instrui o morador e visitante a tornar para sua casa as embalagens de produtos que consome na praia.

“Se o veranista vai para a faixa de areia com uma sacola com garrafas, latas, sacos e potes com comida e bebida, pode retornar para casa com as mesmas embalagens vazias e as encaminhar para a coleta seletiva. Depois de consumidos, os produtos estarão mais leves e também mais leve será a consciência de encaminhar de forma adequada os resíduos. Ninguém deveria deixar lixo na beira da praia”, aconselha Márcio Alves.

Carregar mais Posts
2019-12-11T19:35:04+00:0011 dezembro, 2019|Meio Ambiente|