Turista uruguaio que pichou pedras em Canavieiras diz estar arrependido

By |2018-01-26T20:41:20+00:0026 janeiro, 2018|

O uruguaio disse que não sabia de proibição e que notou o erro da depredação após críticas. Ele confirmou a autoria do dano realizado durante um passeio na terça-feira (23), e disse que foi uma homenagem ao filho recém-nascido. “Não sabia que não podia, estou arrependido”.

Ele já retornou ao Uruguai e diz ter sido a primeira vez que veio ao Brasil, a convite, e o filho teria nascido no começo da semana. “Como eu não levei dinheiro para comprar uma lembrança resolvi deixar o recado e tirar foto”, explicou.

Peço desculpas de verdade e me sinto muito mal por ter feito isso. Não tinha me dado conta que isso não se faz no Brasil até que chegaram as críticas”, disse o turista.
O rapaz ainda afirma que foi notificado por autoridades brasileiras a reparar a pichação, mas não citou qual órgão foi o responsável pela determinação. “Me mandaram arrumar o dano, mas o que eu pude fazer é pedir para as pessoas que me conhecem aí para que apaguem o meu nome“, disse.

A lei federal nº 12.408 de 2011 estabelece que pichação em monumento ou coisa tombada por valor artístico, arqueológico ou histórico é passível de pena de 6 meses a 1ano de detenção e multa.

Fonte: g1.globo.com