Pinguins reabilitados são soltos na Praia do Moçambique, em Florianópolis

By |2018-09-11T23:43:40+00:0011 setembro, 2018|

Nesta segunda-feira, 10 de setembro, chegou ao fim o período de reabilitação para 19 pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) que estavam sob os cuidados da Associação R3 Animal através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM). A operação de soltura iniciou às 8h e os animais voltaram ao mar na Praia do Moçambique, em Florianópolis.

Por Nilson Coelho/R3 Animal

Atualmente, estão em reabilitação no CePRAM 34 pinguins-de-magalhães. Mas apenas estes 19 tinham condições de voltar ao habitat natural agora. O restante ainda precisa continuar em tratamento.

Desde o início do inverno, é comum essas aves aparecerem em nossas praias. Elas saem de colônias na Patagônia, na Argentina, em busca de alimento acompanhando as correntes marítimas de água fria. Infelizmente alguns não conseguem retornar às colônias de origem e são encontrados mortos em nosso litoral, enquanto outros chegam cansados e debilitados nas praias. Eles chegam desidratados, muitos com quadro de pneumonia, e necessitam de cuidados.

Caso encontre um mamífero, tartaruga ou ave marinha morta ou debilitada, ligue 0800 642 3341.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

Guia Sul da Ilha

O Jornal Riozinho (online) é um excelente investimento onde você alcançará novos clientes e aumentará suas vendas, ainda contribuirá para o seu bairro, investindo numa mídia local que sempre busca melhorias e o crescimento da região.

O Riozinho já é referência no Sul da Ilha e ter nossa marca ao seu lado é sem dúvida uma ótima estratégia para fomentar suas vendas. Com mais de 50 mil acessos por mês, 66 mil seguidores no Facebook, aproximadamente 3 mil membros em 13 grupos no WhatsApp, o Jornal Riozinho já conquistou reconhecimento público e notório em Florianópolis.

Estamos abrindo um novo espaço para marketing e propaganda em nosso jornal, o Riozinho Classificados, que funcionará como um guia de produtos e serviços separados por segmentos: Gastronomia, Imóveis, Beleza, entre outros. É um espaço dinâmico com banners promocionais, onde todos poderão encontrar o que necessitam ao alcance de um clique.

Além disso, o anunciante terá o privilégio de participar do grupo Riozinho Classificados no WhatsApp, onde poderá interagir diretamente com seus clientes. O link Classificados também será compartilhado em todos os nossos grupos do WhatsApp e redes sociais.

Fale conosco