Aulas na rede municipal da Capital iniciam para 30 mil estudantes

By |2019-02-08T17:42:14+00:008 fevereiro, 2019|

Seis novos núcleos de educação infantil estarão em funcionamento e serão entregues à comunidade unidades reformadas

A rede municipal de ensino de Florianópolis inicia o ano letivo na próxima quarta-feira, dia 13. Estão matriculados nas unidades educativas em torno de 30 mil estudantes. Deste total, 16.946 estão no ensino fundamental e 13.015 na educação infantil. Os mais de seis mil professores retornam já na segunda-feira para reuniões pedagógicas.

Todos os 78 núcleos de educação infantil, os Neims, assim como as 36 escolas estarão funcionando normalmente. “Temos algumas reformas em andamento que não vão atrapalhar o nosso calendário escolar”, frisa o secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira.

Na educação fundamental, há ainda em aberto 2.124 vagas. Há também em torno de 700 vagas a serem preenchidas em Neims. Na região continental e no Centro, a oferta supera a demanda.
A expectativa da Secretaria de Educação é de começar o ano letivo com menos de mil crianças, de quatro meses a três anos, na fila de espera. Esse número vem diminuindo cada vez mais. Em janeiro de 2017, existiam 3.872 pequenos em busca de uma vaga. Ao final de 2018, esse número havia caído para 1.184 .

Novas unidades e reformas

A Prefeitura de Florianópolis colocará em funcionamento já no primeiro semestre deste ano cinco novos Neims. Três das unidades estão situadas na Ilha e duas na região continental. Estarão à disposição das famílias o núcleo Antonieta de Barros, que fica na Vila Aparecida, além daqueles de Capoeiras, Tapera, Rio Tavares e Santa Vitória (Agronômica).

Há previsão de que as reformas do Neim Joel Rogério de Freitas , no Monte Cristo, e da Escola Básica Maria Conceição Nunes, no Rio Vermelho, devam ser inauguradas até março.

Até o final do ano duas escolas quadrilingues serão entregues à comunidade, diz o secretário. Maurício Fernandes Pereira refere-se à primeira escola municipal que está sendo construída no bairro Tapera, Sul da Ilha, e ao novo estabelecimento de ensino de Ratones, no Norte. Em um modelo inédito na cidade, com ensino em português, inglês, libras e linguagem tecnológica, as escolas serão um marco para a educação de Florianópolis, ressalta Maurício Fernandes Pereira.