Campanha de vacinação contra Influenza começa na segunda-feira

By | 2018-04-20T23:22:42+00:00 20 Abril, 2018|

Em Florianópolis, a campanha vai seguir o calendário nacional, independente da greve. As unidades que estarão abertas ofertarão a vacina

A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza (gripe) em Santa Catarina começa na próxima segunda-feira (23) e vai até 01 de junho, sendo o dia 12 de maio o dia D de mobilização nacional. Em Florianópolis, a imunização contra o vírus Influenza estará disponível em todos os centros de saúde, com meta de vacinar 133.693 pessoas do público-alvo determinado pelo Ministério da Saúde.

A campanha vai seguir o calendário nacional, independente da greve. As unidades que estarão abertas ofertarão a vacina. Os grupos prioritários são crianças entre 6 meses e 5 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, povos indígenas, professores do ensino infantil, fundamental e médio e de universidades públicas e privadas, indivíduos com 60 anos ou mais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Juntamente com a campanha de vacinação contra a influenza, será realizada em Santa Catarina, a intensificação da vacinação contra o tétano. O tétano acidental permanece como importante problema de saúde pública em nosso estado. Em Florianópolis, nos anos de 2015 e 2016, não apresentamos casos confirmados de tétano, no entanto registramos 4 casos confirmados em residentes de Florianópolis em 2017.

No intuito de resgatar pessoas não vacinadas ou com esquema incompleto para o tétano, será ofertada vacinas contra tétano e difteria para os grupos maiores de 7 anos e vacinas contra o tétano, difteria e coqueluche para as gestantes e puérperas.

A vacina é contraindicada para:

  • Pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores;
  • Recomenda-se a administração da vacina por via subcutânea em pessoas que apresentam discrasias sanguíneas ou estejam utilizando anticoagulantes orais.
  • Pessoas com alergia a qualquer componente da vacina ou alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados;
  • Pessoas com história de reações adversas pós-vacinais à vacina contra a influenza em anos anteriores, cuja conduta frente ao esquema vacinal foi contra indicação de doses posteriores.

DOSES:

  • Crianças de 6 meses a 2 anos de idade – necessitam 2 doses – Intervalo mínimo de 4 semanas. Operacionalmente 30 dias após receber a 1ª dose
  • Crianças de 3 a 8 anos de idade – necessitam 2 doses –  Intervalo mínimo de 4 semanas. Operacionalmente 30 dias após receber a 1ª dose
  • Crianças a partir de 9 anos de idade e adultos  – Dose única

Participe dos nossos grupos do WhatsApp.

0
Membros