Arqueólogos encontram ossos humanos e ferramentas na obra do elevado do Rio Tavares

Arqueólogos encontram ossos humanos e ferramentas na obra do elevado do Rio Tavares

By | 2017-11-10T00:09:15+00:00 9 novembro, 2017|

Arqueólogos encontram ossos humanos e ferramentas feitas com pedras na obra do elevado do Rio Tavares.

O canteiro central onde vai ser erguido o último pilar do elevado do Rio Tavares virou um ponto de escavação e descobertas, há vestígios de 3 sepultamentos. Também foram encontradas no local ferramentas feitas com pedras.

Eram grupos humanos pré-históricos que ocupavam um local com maior oferta de recursos alimentares e ali passavam a coletar moluscos, peixes, raízes, frutos e todos os recursos alimentares da região. Os mortos também eram enterrados no local.

Segundo a lei  é preciso seguir um rito de pesquisa, escavação antes da obra, salvamento dos bens e encaminhamento para uma instituição de pesquisa. A recomendação é do IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a Prefeitura de Florianópolis garantiu que a escavação não atrasará a conclusão do elevado, pois esta atividade já constava no cronograma.

Parte do material arquelógico vai ser analisado nos USA e depois de catalogado, as peças vão para o Museu de Arqueologia e Etnologia da UFSC.

Sambaquis

Sambaquis, cernambis, sarnambis, minas de cernambis, minas, bancos, casqueiros, concheiras, concheiros, ostreiras, samauquis, berbigueiras, caieiras, caleiras, dentre outras denominações, são depósitos construídos pelo homem, constituídos por materiais orgânicos e calcários (de origem marinha, terrestre ou de água salobra)

Fonte: G1 Santa Catarina